segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

A CONVERSA FICOU RUSSA !!!

(Fotos: David Mafra)

Pelmeni!
Saímos atrasados de casa e, de quebra, inventei de passar no supermercado para comprar sorvete. A semana tinha sido corrida e não tinha tido tempo de fazer o gelado caseiro para acompanhar o Brownie, sobremesa elaborada para o jantar na casa da Ale e do Yuri.
Conclusão: a demora na fila do caixa (habitual por essas bandas) fez com que a fome chegasse mais rápido, apressando a curiosidade para saber o que nossos amigos russo-brasileiros estariam aprontando para nosso encontro!
Uma coisa nós, meu irmão e eu, sabíamos: a conversa seria muito boa e, provavelmente, faltaria tempo para colocar os assuntos em dia!
Ao chegar no apartamento de nossos anfitriões, já percebemos os preparativos que só estimularam ainda mais nossas mentes em saber o que é que degustaríamos naquela noite!
Cumprimentos, beijos e abraços, exclamações diversas e fomos pra cozinha !!!
Logo engatei papo com Yuri (siberiano radicado em Curitiba, por conta do casamento com Alessandra) sobre a sua culinária natal. Lembrei-me que os franceses se inspiraram nas refeições por etapas que os nobres russos já utilizavam antes mesmo de virar moda na Europa Ocidental. Yuri reforçou a riqueza dos hábitos gastronômicos de seus conterrâneos e, inclusive, com receitas e bebidas bastante conhecidas pelos lados de cá, como o Strogonoff e a Vodka!

Massa
Recheio
Pelmeni pronto














O prato escolhido foi o Pelmeni (em russo: пельмени): recheio de carne picada ou moída, envolvido por uma massa fininha, feita de farinha, ovos e água, muito semelhante ao Capeletti (como sou de família italiana, resolvi não comprar briga e não discutir sobre quem teria se inspirado em qual receita! Rsrs!). Yuri esmerou-se na confecção da massa, tradição familiar que lhe foi passada ainda na infância.

Cozimento
Frigideira
Acompanhado de vodka!














Enquanto isso, Ale colocou a água para ferver com folhas de louro, cozinhou a massa, retirou da panela e levou para uma frigideira com manteiga e alho (que riqueza de sabores e aromas!) para dourar o pelmeni (opcional, pode-se comer tanto somente cozido como também frito).
Como era uma noite temática, o prato foi servido e seguiu a tradição russa, acompanhado com vodka, e que Vodka !!!
Originalíssima Vodka russa!

Foi-nos servido uma das estrelas da Czar's Gold Collection! A escolhida para a noite foi a Tsarskaya Zolotaya ! Olha, pronunciar esse nome pode até ser difícil, mas bebê-la foi fácil! Delícia de destilado! Como boa bebida, desceu muito bem, sem efeitos colaterais* (excelente qualidade, não deixa resíduo no paladar, não teve dor de cabeça no dia seguinte acompanhou na medida certa a refeição).

Pena que, como havíamos imaginado, a noite passou rápido demais. Mas o próximo encontro já ficou agendando para a casa do Hill, com direito a prato brasileiro, preparado pelo mestre cuca aqui!

DA ZDRAVSTVUYET!




* Alcoólico deve ser consumido por maiores de idade e moderadamente. Se dirigir, não beba!

9 comentários:

Hildemor disse...

Uma delícia da culinária russa! Obrigado Yuri e Alessandra!

Hildemor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
David Mafra disse...

Digo o mesmo, irmão! Que riqueza de sabores e tradição!
Excelente noite!
Abraços Yuri e Ale!!!

Yury disse...

Nós é que agradecemos muito à presença de voces amados amigos!
Ale e Yury

Anônimo disse...

Hummmm, que prato delicioso! E mais, dar a volta ao mundo sem sair de casa. Conhecendo a culinária internacional...rs. Grande abraço , David. Liliane

leandro Pontes disse...

parabéns..adoro Pelmeni e vodka Czar, duas combinações fantásticas..

leandro Pontes disse...

Duas combinações perfeitas,está vodka é um espetáculo..parabéns

leila disse...

Parece delicioso mesmo, amore!!!Mas parece mais um prato para o inverno, não? Fiquei cm calor só d imaginar a combinação do prato cm vodka!!!

David Mafra disse...

Oi Leilinha, saudades de vc amore!
A massa é levíssima!
E a vodka é de golinho, né?
Então foi na medida!
Acho que para a noite foi na medida!
Bjocas